quarta-feira, dezembro 13, 2006

MINISTRA DAS FINANÇAS E MINISTRO DA ECONOMIA, NO XV GOVERNO CONSTITUCIONAL, NOMEARAM ASSESSOR AO QUAL PAGARAM EM 6 MESES CERCA DE € 60.600

Foi nomeado assessor com estatuto de "encarregado de missão" junto dos Ministros das Finanças e da Economia, para o acompanhamento do processo de extinção da IPE, um licenciado de 54 anos, sem referência ao lugar de origem, nomeado assessor para "apoio técnico", tendo-lhe sido atribuida uma remuneração equivalente a Presidente do C.A. de empresa pública grau 1 com venmcimento base de € 4.700 x 14 meses + despesas de representação no valor de € 1600/mês + prémio no valor de € 19.000.

A despesa foi paga em cerda de 48% pelo Gabinete da então Ministra das Finanças e cerca de 52% pelo Gabinete do Ministro da Economia.


E esta eim ?

vide despacho de nomeação no DR

4 comentários:

Eu vi a luz disse...

grandes democratas gerou Abril.
Tem sido um fartote dai se compreender como se chegou a este estado de coisas que nos devia envergonhar a todos.
Por tudo isto se compreende que se tenham que manter reformas miseraveis aqueles que trabalharam uma vida enquanto que para outros as mesmas quantias nem deem para os charutos que consomem.
Que raio de lideres são estes que tem contribuido para tanta desigualdade e tanto despudor no tratamento desigual dos seus considadãos que prometem defender e pelos quais até são eleitos.

Anónimo disse...

é preciso que haja uma lei que obrigue quem desempenha lugares em cargos de topo a responder pelos seus actos inclusive no aspecto financeiro.

Anónimo disse...

Mas essa Ministra era a FERREIRA LEITE. QUE VERGONHA!

Anónimo disse...

E o Miraldo por onde é que anda?