quinta-feira, dezembro 28, 2006

O POLITICAEHOUSE DESEJA A TODOS UM FELIZ ANO NOVO!

O Politicaehouse fez mais um ano de vida. Polémico ? Sempre. Parcial? Também. Assumimo-lo desde a sua constituição. Não é possível estar na vida sem se ser parcial. O problema reside no facto de que ser-se parcial não é sinónimo de se ser incoerente. Todos nós somos parciais pois defendemos aquilo que a nossa linha de raciocinio dita como o melhor.

O Homem move-se por paixões, por sentimentos e muitas das opiniões têm essa base. E isso é até saudável, contando que os padrões éticos e morais se sobreponham sempre à nossa visão apaixonada e, apesar de parcial, justa, equilibrada e coerente que temos das coisas e da vida.

Ora, o Politicaehouse compreende bem as ameaças que centenas de vezes entraram na sua caixa postal. E entende-as bem pois provêm de pessoas sem essa estatura ética e moral. Provêm de pessoas que, para além de apaixonadas e interessadas são pessoas incoerentes. Hoje dizem uma coisa, amanhã o seu contrário. Ora é isso que as torna pouco credíveis!

Em todo o caso, até isso se compreende. O que já não se compreende é que num mundo que em cada minuto uma ditadura cai ou dá passos largos para cair, num país pequeno e com uma história de luta pela liberdade absolutamente exemplar haja pessoas, figuras e seus acólitos que usem a ameaça, a coação, a calúnia e a mentira para lutar contra quem simplesmente tem a coragem de não concordar com as suas posições, métodos e práticas! E nem se apercebem que a vida é qualquer coisa muito mais ampla que os seus umbigos alcançam. São, regra geral, tão egocentricos que não conseguem vislumbrar quem não concorda com eles para além do círculo pequenino do seu umbigo partidário, esquecendo-se que a a comunidade é muitíssimo mais vasta que os seus pequeninos horizontes!

O Politicaehouse assistiu impavido e sereno ao chorrilho de acusações a pessoas que, nuns casos pura e simplesmente não conhece, noutros casos conhece de artigos de jornais e outras intervenções públicas e noutros casos ainda conhece bem mas que jamais escreveram aqui uma linha.

Mesmo porque muito do que aqui foi sendo narrado e comentado, nuns casos saiu em jornais primeiro, noutros casos foi dito abertamente em artigos de jornais e em intervenções políticas e partidárias, noutros casos ainda era já vox populi.

O Politicaehouse pensou muitas vezes, entre os seus administradores, mudar a linha, mas sempre que entrava mais uma ameaça na sua caixa postal entendíamos que a única resposta a quem apenas conhece como contraditório o argumento da coacção e ameaça seria continuar. E aqui estamos para mais um ano.

Apesar de tudo, desejamos a TODOS um FELIZ ANO NOVO.

19 comentários:

BRAZ TISANA disse...

Ora muito bem...em Janeiro é favor mudar o nome do blog para JARDINSDOMONDEGO, blog onde activamente se promove a parcialidade, o contrário, o trocatintas etc., e o que vem a seguir. Afinal de contas a parcialidade tem um preço: OS JARDINS DO MONDEGO.

Politicae disse...

Caro Braz Tisana, em Janeiro é favor assinar o que escreve com o seu nome verdadeiro para que possamos responder à altura.
Sabe a parcialidade tem outro preço: as pessoas detestam a verdade. Ninguém é imparcial e já entendemos que o caríssimo não alcança todos os significados da palavra parcialidade. Ser parcial é defender ideias que têm muito de nós e por isso são parciais, não obstante serem coerentes com o defendido no passado. Não é possível dizer-se que há alguém imparcial pois nós somos o que o meio ditou para nós, somos fruto de pré-conceitos, de uma cultura e as nossas posições reflectem isso, logo são parciais.
Esclarecido ?
Feliz Ano Novo também para si.

Anónimo disse...

Cobardes!
Dura Lex sedb Lex.

Rui Pina disse...

É interessante o seu conceito de coragem, caro anónimo! rs

Rui Pina disse...

E o seu conceito de educação e democracia também não deixa de ser engraçado! rsrs

Anónimo disse...

Esse Braz Tisana é como o chá, feito de cascas e galhos. Mistura explosiva que apenas mostra a superficialidade, não mostra o interior, a verdade, apenas a cobertura, os galhos e cascas, a máscara!
Pois é colega postador...continua nos seus métodos intriguistas...não entendeu nada da mensagem. Feliz Ano Novo e que os novos ares de 2007 lhe refersquem a mente.

Luisa Mesquita disse...

Pois eu quero incentivar-vos a continuar. Apesar de às vezes teram um tom brejeiro eu pessoalmenteentendo que para tratar de alguns assuntos não pode haver outro tom.
Parabéns. Vou continuar assidua deste blogue, nos meus fins de tarde.
Não temam .....

Eu vi a luz disse...

Aquele abraço de apoio a quem é nesta monotonia jornalistica uma boa "pedrada" no charco do politicamente correcto centrão.

Mesmo na noite mais escura em tempo de "servidão" há sempre alguem que resiste há sempre alguem que diz não.

Braz Tisana disse...

Meus caros amigos se querem que as pessoas se identifiquem deixem de permitir que o façam...! Se não me identifico é porque não quero, é a minha parcialidade! Ou seja se não gosta da parcialidade alheia...paciência! Como eu o compreendo! Já agora para que lhe serve saber quem sou na realidade? Posso discutir, não ralhar, não berrar, consigo na mesma, é que lá por você aparecer com um "petit nom" de "politicae" a azul, considerando isso a sua identificação...deixa muito a desejar! Sendo eu de meã altura, penso e porque penso vejo nas suas palavras uma ligeira acidez e despeito. Enfim! Ao anónimo que me acusa de ser de galho e cascas feito, a si lhe digo, que mais vale sê-lo, que parece-lo! E, se a minha superficialidade, fosse assim tanta ninguém se dignaria a comenta-la!
Quanto ao feliz ano estaremos cá em Dezembro próximo para discutirmos se o foi! Bem Haja!

Politicae disse...

Caro Braz Tisada:
Vê como os administradores do politicae conseguiram que se colocasse, por breves segundos, no seu lugar.
Agoar talvez entendam os comentadores que cada um tem direito à sua parcialidade e, desde que não cometam crime de injúsrias ou ataques ao bom nome e à honra de ninguém, a opinião é livre e só incomoda quem se sente atingido.
Esta foi a razão pela qual decidimos, os 9, não revelar a nossa identidade....por enquanto...
É sempre bom quando conseguimos colocar os outros em situações semelhantes à nossa!

sem pavor disse...

"Politicae said...
Caro Braz Tisada:
Vê como os administradores do politicae conseguiram que se colocasse, por breves segundos, no seu lugar."

Hihihihihihi! Ora toma que já almoçaste!
Ena pá, c'um catano. Este blog assim tá bom, não mexas mais.

Cumprimentos de um leitor assíduo e ocasional comentador. Bom 2007 são os meus votos para os administradores do politicae e todos os que, volta e meia, lançam alguma questão pertinente... ainda que por vezes possa ser parcial!
(Hehehe, não resisti. Desculpa lá estas últimas palavras do comentário, Braz Tisana. Um abraço para ti também.)

Teresa Rosmaninho disse...

É muito interessante ver a coragem do Braz Tisana. Para si deixe-me dizer que a parcialidade tem vários nomes consoante o contexto em que a usarmos.
Tisana pode bem ser de facto casca e galhos e isso metaforicamente também tem um preço: superficialidade, intrigam que quanto a mim são defeitos de carácter.
Mas Tisana pode ter também outros significados, logo outros preços....

Braz Tisana disse...

Ora cá está não atingi a honra, o bom nome de ninguém, considero por isso que a minha proposta para um novo nome do vosso blog :JARDINSDOMONDEGO, uma contribuição inovadora para uma possível maior aceitação nos meios bloguíticos de Coimbra, do vosso blog, tendo tido sempre em conta a necessária parcialidade que nunca, jamais em tempo algum eu coloquei em dúvida!
Em tempos, que já lá vão, existiu, na cidade, um jornal denominado "O Imparcial de Coimbra", outros tempos, com as mesmíssimas parcialidades!
Ora blog que se preza não perde uma boa polémica, aumenta-lhe o número dos comentários aos comentários e desenvolve a capacidade de escrita de alguns deles. Contribuimos para o aumento da parcialidade e da cultura! Ora BRAZ TISANA não é uma marca de chá, não, BRAZ TISANA foi o mais parcial dos pseudónimos jornalisticos do Portugal do século XIX, esta era :) dificil :)não era? Perdo-o a notória falta de conhecimentos históricos, normal, habitual, tal como ser parcial! Bem hajam!

Ferros Curtos disse...

É pena e não estarem abertos ao contraditório e defenderem "vacas sagradas".

Já vi muitos comentários meus recusados sem ofender, usar linguagem menos própria, somente usando o direito ao contraditório, sem mais.

É que deste modo tentam fazer a realidade e ela existe apesar de nós.

Abraço. Tudo de bom em 2007.

cardeal patriarca disse...

Cadê os comentários que faltam !

Vá lá para censores já tinhamos os outros !

Anónimo disse...

Ó Ferros Curtos a QUESTÃO É SABER: E OS SEUS COMENTÁRIOS TINHAM A VR COM A NOTÍCIA ???

Politicae disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blogue.
Politicae disse...

Politicae said...
Preclaro Braz Tisana: não julgue tão precipitadament quem não conhece. Sabe, Braz Tisana pode ser tudo o que cada leitor e postardor entender. Pode ter sido um conhecido liberal, jornalista de 1836 ou qualquer outra coisa que melhor se encaixe nos olhos de cada distinto leitor do politicaehouse. Não é por o amigo usar tal pseudónimo que causa nos restantes participantes a ideia de que é un liberal perseguido pelas suas ideias políticas.
Não obstante deixe-nos escolher uma famosa expressão usada no tempo de Braz Tisana e que o politicaehouse considera actual e contra a qual se bate também: comer à mesa do orçamento.

"Uma nação de empregados
é Portugal? Certamente:
Até D. Miguel, do trono
De Maria... é pretendente."
Braz Tisana
1835

Anónimo disse...

Os meus votos vão para que o Vilar consiga que lhe ofereçam mais um Mercedes...