quinta-feira, novembro 23, 2006

"Coisas do dia a dia que minam a nossa confiança nas instituições, em Coimbra"

1- Em certos locais da cidade o grau de importância socio-financeira/política é avaliado pelo modo como se estaciona o veículo em plena rotunda ou em cima do passeio.

2- Num certo local, mesmo estacionando em cima da passadeira para peões, basta colocar em sinal de "livre passe" um triângulo de fatia duma marca de pizza no tablier que nada acontece e tudo fica bem.

3- Há um sítio em particular, junto a uma clínica particular, onde se estaciona com um papelinho no tablier a dizer" Médico em serviço de urgência", mesmo que aí não exista o dito serviço e mesmo que os veículos lá permanecem a maior parte dos dias.

4- Aqui o "jacobino" já ligou várias vezes à Polícia Municipal a contar tais factos, mas nada aconteceu.

Eu pago estacionamento.
Tais comportamentos são dum terceiro mundismo ...

Viva quem pode, assim vai a democracia.

19 comentários:

Anónimo disse...

Vê-se bem que não tens mais que fazer!Para a próxima fica lá à espera do proprietário da viatura e manifesta-lhe o teu descontentamento.Isso é que é cidadania,o resto é inqualificável.

Anónimo disse...

O ca" lhe escreveu o post deve ser o gajo do BMW

Anónimo disse...

O/a amigo/a da 1:15 é que pouco deve fazer! A cidadania exerce-se pelas vias próprias. Os/as cidadãos/ãs transferiram para as autoridades, o poder repressivo e por isso estas compete a fiscalização e a repressão. Se todos/as nos travássemos de palavras, imaginem como não seria! A cidadania é, por conseguinte, comunicar à polícia municipar e denunciar publicamente, numa atitude de conciencialização e sensibilização de outros/as.
Inqualificável é continuarem a existir pessoas que se aproveitam de supostos estatutos ou poderes, para tirar proveitos em desfavos dos seus concidadãos/ãs.

Anónimo disse...

Estão a parlar do Almirante Tiradentes?

Anónimo disse...

pois caro anónimo inqualificável é a falta de cidadania que demonstra.
Ou os seus direitos e os de alguns devem ser diferentes?
Porquê tem mais dinheiro tem um estatuto social diferente?
Pois se tem até por isso deveria ter outras práticas.

Anónimo disse...

é de facto uma vergonha as excepções que não decorrem da lei que alguns cidadáos presumem ter.

que estranho país este....

Anónimo disse...

Não é só em frente à tal clinica que se verificam esses excessos. Também na Praça Machado de Assis um senhor que conduz um Volvo cinzento metalizado que, de acordo com a DGV, pertence à Região de Turismo do Centro (registo com reserva de propriedade)dá o mesmo espetáculo de falta de civismo. Há quem diga que o referido utilizador de um "nosso" veículo já terá comentado que as multas são pagas pela instituição proprietária da referida viatura, pelo que tanto lhe faz que o multem como não dado não ser ele que paga. É assim que estes tipos contribuem para o fortalecimento da democracia e da credibilidade das instituições...

Anónimo disse...

Mas há outros.
1. Na casa do sal está sempre uma AUDI preta em cima da zebra e não é multada, mesmo com a polícia às vezes a facturar ali ao lado.
2. Na tellepiza da Fernão Magalhães, é o tal BMW que tem no tablier um papel triangular de fatia.
3. Em frente ao Trianon é a mesma vergonha.
4. No terreiro da Erva, pior ainda.

A cidadania é assim que funciona, ó ranhoso primeiro comentador!

Anónimo disse...

Não colocam os comentários?
Censura?

Anónimo disse...

Quando não se gosta dos argumentos, insulta-se. (para o post das 10:12 AM)

Anónimo disse...

ainda falavam do ancen regime...

que raio de democracia esta

Anónimo disse...

Cidadania vem de cidadão e tem a ver com a República, mais concretamente com a Revolução Francesa.
Mas, para que estou a perder o meu tempo, os carros mal estacionados, o parlatório só das questões do PS, a intriga que pretende atingir os que mais peso político têm, é o mais importante para este blog.
Mas vale a pena vir ver para podermos saber as entrelinhas e os objectivos que pretendem alcançar.
Podem crer numa coisa, ninguém vos facilitará a vida. Têm que lutar sem ser através da calúnia, da intriga, da mentira, etc.
Já estava a falar outra vez de cidadania. Não merecem.
Já agora, não censurem.

Anónimo disse...
Este comentário foi removido por um gestor do blogue.
Politicae disse...

Caro comentador acima que escreveu pelas 4:24 AM :

O Politicae não censura comentários como está aí bom de ver.
O que não fazemos é publicar comentários que podem estar no limite do crime, sujeitando os administradores a serem co-responsáveis nesse processo.Apesar de compreender que para cobardes esse seria o objectivo final. Ofenderem e cometerem crimes sem poderem ser co-responsabilizados por isso.
Já agora fica o amigo(a) a saber que não é por repetitem mil vezes a mesma coisa que essa coisa passa a ser verdade!

Anónimo disse...

Politicae: no limite do crime? identifiquem-se e vão ver o que são processos crimes.
A intriga e a mentira não merecem perdão.
É um desafio: IDENTIFIQUEM-SE.
Não censurem este comentário. Vá coragem, apesar de ser uma característica vossa.

Anónimo disse...

Este Jacobino sempre foi um convencido. Não liguem que para ele cidadania deve ser uma coisa só das pessoas de Chaves.

A SOMBRA disse...

Pois é. O carissimo anónimo que pede que o politicae se identifique mas não tem essa coragem a posta aqui como anónimo. E que tal começar a dar o exemplo???
Ou posso concluir que a senhora está com medo!!!!

o espelho disse...

ao comentário do covarde da 1:26 AM : é preciso ter lata para pedir que terceiros se identifiquem sob a capa do anonimato!!!!

Anónimo disse...

Ficámos a saber que um dos postadores anónimos, é o próprio politicaehouse.
Nem a Censura Salazarista faria melhor.
Frabrica-se a notícia e comenta-se.
Depois intriga-se como anónimo.
E, com toda a estupidez natural dos medíocres, reconhecem-no: post anónimo " a sombra" das 7:17


NÃO VALE CENSURAR