quinta-feira, maio 25, 2006

PERSPECTIVAS .... 2009

SE HOUVER CANDIDATURA INDEPENDENTE EM COIMBRA PROTAGONIZADA PELO MOVIMENTO QUE FOI O SUPORTE DE MANUEL ALEGRE NAS PRESIDENCIAIS...COMO FICARÁ O PS?
É verdade. Ainda agora houve eleições autárquias. Ainda agora foram renovadas as maiorias nos vários órgãos municipais e já se fala em 2009.
Porém, a verdade é que 2009 está condicionada por multiplos factos, acontecimentos e dados objectivos.
Nem é tão líquido que o PSD estará a fazer o seu último mandato. Nem é tão líquido o contrário. Tudo depende.
E depende de um conjunto de múltiplos cenários que poderão dar resultados diametralmente distintos.
Lançamos hoje para discussão alguns desses cenários:
1. Durante estes próximos 3 anos o MOVIMENTO DE CIDADÃOS ganha estofo, escolhe um líder que se afirme através de multiplas iniciativas, em defesa da cidade e do concelho, como sucedeu recentemente na Assembleia da República, quer apresentando petições ou projectos legislativos, quer propondo à Assembleia Municipal propostas de Regulamentos ou propostas que terão de ser votadas; ( no fundo fazendo a verdadeira oposição )
2. O lider escolhido alcança um conjunto de importantes alianças estratégicas na sociedade civil que colhe a simpatia de várias instituições marcantes do concelho e algumas fatias descontentes dos principais partidos; ( e há disso no PSD e no PS )
3. A Co-incineração avança e os potenciais candidatos à presidencia da edilidade, oriundos dos principais partidos, sobretudo do PS, não conseguem deixar de respeitar o directório partidário nacional;
4. A principal oposição, amarrada às figuras desgastadas exteriormente, como é o caso da de Luis Vilar, lider concelhio e vereador suspenso, passam os 3 anos sem dar à cidade ou ao concelho motivos para lhes darem um voto de confiança.
... comente

20 comentários:

Anónimo disse...

Se isso acontecer, o PS de Vítor Batista e seus acólitos ficará em maus lençois...

O Bobo disse...

A Maioria "secou" qualquer oposição por isso terá que surguir de fora alguem que transporte essa esperança de renovação.
Senão veja-se como é constituiada a camâra presentemente e pasme-se......afinal todos querem é "côdea".
Este é o grande mal do Pais um centrão que faz lembrar algo do passado.
Ou serão remniscencias da U.N.????

Pilatos disse...

Volta Machado...e perdoa-lhes,que não sabem o que fizeram.

Anónimo disse...

Uma candidatura emergente do Conselho da Cidade será, tal como é o Cons., uma rotundo fracasso. O candidato do centro-esquerda ganhador é sem dúvida o Fausto Correia, se, préviamente, assumir a ruptura com o aparelho local e distrital do PS. (Batistas, Vilares, Rosas, Teresas, Violantes, Angelas, Antões, Santarinos e afins..)

Anónimo disse...

E bom constatar que a classe política, neste caso, socialista, está já mais preocupada com o trono da CM que em honrar o compromisso que tem com os (não muitos) conimbrissenses que os elegeram para este mandato. É igualmente agradável constatar o contínuo e frutífero proveito político que os políticos insistem em tirar de um problema/questão que é de natureza ambiental e não de mercantilismo de voto. Até agora rendeu ser do Não, pois a influência do Dr. Carlos Encarnação nos mais variados sectores da sociedade ,tem vindo a dar boas recompensas, até a ambientalistas da quercus. Enquanto der.. é aproveitar!

Anónimo disse...

Pois Pois......

Anónimo disse...

Este blog tem poucos comentários. Porquê? Porque não presta e porque não tem os incansáveis postadores-comentadores da pardalada e... o grande Fernando Moura.
Sim, o Fernando Moura, esse mesmo que escreve as postas de um vómito chamado jornaleiros de coimbra, que toda a gente espreita à procura de coscuvilhar canalhices.
Mas o Fernando Moura não posta apenas. O Fernando Moura também escreve o primeiro comentário. Depois, o Fernando Moura muda o registo e escreve o segundo. Depois, o Fernando Moura vai a um blog ao acaso, de Lisboa, faz copy paste de uma posta ou de um comentário a que ache piada e escreve o terceiro. Depois, o Fernando Moura carrega no Caps Lock e escreve o quarto. Depois o Fernando Moura pára e espera que um papalvo qualquer (da JSD ou avençado da Câmara) acrescente um disparate. Se demorar, o Fernando Moura faz um telefonema a fazer de conta que não é nada com ele. Depois o Fernando Moura fica à espera que o outro lado do telefonema morda o isco e escreva. Entretanto, para manter a caixa de comentários activa, o Fernando Moura escreve mais uma palermice (para não variar, a espicaçar os seus odiozinhos de estimação, que os tem e muitos)...
Enfim, um entretém como outro qualquer.
Será que vai ter tempo (e dinheiro para pagar a adsl) quando começar a fazer o pasquim que anda a dizer que vai lançar na cic?

Anónimo disse...

Poderá não ser uma candidatura emergente do Conselho da Cidade, mas de um conjunto de cidadãos, nele se incluindo militantes e simpatizantes do PS, que continuam a assistir desde há tês décadas à profunda descaracterização no seu pior do Concelho de Coimbra.
Há muita gente de qualidade, competente e com ideias, principalmente para não piorar a actual situação, em todos os aspectos do Município.
Acho estranho que se fale apenas em figuras "públicas" para uma eventual candidatura, quando Coimbra tem muitos cidadãos que nunca foram Presidentes de Cãmara, Vereadores, Deputados, Secretários de Estado ou Eurodeputados, e que detêm perfil mais do que suficiente para protagonizarem uma boa candidatura à governação do município.
Pena, de facto, que se continue apenas a falar de gente com carreira política profissional ou quase profissional.
O próprio PS tem no seu quadro belíssimos quadros que, contudo, estão afastados pelas razões que todos conhecem da cúpula dirigente dirigente do PS/Coimbra.

Anónimo disse...

Neste blog de representação da oposição interna do PS, legitimada por mais de 75% dos votos e a cuja lista liderada por Luís Vilar, eu próprio pertenço, falaram agora de coisas importantes.
Diz o Povo e com razão: "mais vale tarde do que nunca".
Há de facto muitos, mesmo muitos, militantes e independentes que podem interpretar uma candidatura ganhadora à Câmara Municipal em 2009. E sobre esse assunto estamos todos de acordo.
O problema é outro. O PS não pode ter um candidato de pretensas elites que à falta de carisma popular e votos se quer impor por um elitismo que só é reconhecido por uma pequena minoria quer de militantes quer de cidadãos. Mas, podemos, todos juntos encontrar o que estiver em melhores condições. Assim haja vontade política da minoria elitista, que até hoje só toma posições para descredibilização do PS, confundindo-se com os seus adversários.
Este é outro requisito fundamental para ser candidato pelo PS. Ou seja não podemos ser do PS quando ganhamos e contra o PS quando perdemos.
Quanto a protagonistas não faltam, mas como o Vilar disse na sua campanha interna, a hora é de trabalhar e só para finais de 2007 se pode começar a pensar em candidatos.
Como vêm quando elevamos o nível da discussão política fica tudo mais claro.
Saudações e continuação de um bom debate político.

O BOBO disse...

e não é que tem toda a razão!

requere-se pois com urgencia esse contributo,até porque quando os melhores se afastam dão lugar muitas vezes "a moeda má"....

Anónimo disse...

A classe política socialista que se instalou na vereação da CMC é o lixo do PS. Não faz oposição porque está bloqueada por uma série de compromisos com o poder local. Se isto não é verdade, parece.

Pilatos disse...

isso já foi chão que deu uvas,agora com as sextas feiras politicas nada será como dantes.
Dizem por ai que os debates são muito uteis para entreter o people
e people entretido até julga que está a ser ouvido.
Esta gente sabe como a coisa se faz.
Já agora queria dizer que cidadania é liberdade e liberdade pressupõe inexistencia de pressões ou outra forma de control.
e para bom entendedor....

Abade de Castro Laboreiro disse...

PORRADA NOS INCOMPETENTES ...

Anónimo disse...

O problema é que lá fora já perceberam...e por isso já não ganham;
Agora é preciso que percebam lá dentro....

Putini disse...

quanto ao anónimo das 4:08 PM :
Revelava ter coragem se nos dissesse o seu nome. Agora lançar a suspeita sobre toda a lista do sr. luis vilar parece-me coisa do seu chefe. A menos que esteja a aprender rapidamente com ele, mostre que é diferente e asuma com coragem o que pensa amigo.
Não sei se este blog é de oposição interna ao Luis Vilar, o que sei é que corresponde ao sentir da sociedade civil, por muito que ela seja diferente dos resultados eleitorais internos n PS.
É da vida !
Quer ver:
1. Luis Vilar vence dentro do PS;
2. Luis Vilar nunca venceu eleições enquanto presidente da concelhia para a Câmara Municipal, o que prova que a sua estratégia não é apoiada pela maioria dos cidadãos de Coimbra;
3. é legítimo eu perguntar para que quer ele e os socialistas vencer eleições internas se depois perdem as eleições para a Câmara Municipal ?
4. nenhum dos senhores que por aqui navegam apesar de criticarem quem o faz, sim todos sabem que Luis Vilar é informado diariamente sobre o que aqui se vai escrevendo pelo(s) seu(s)s lacaio(s)o que prova a importância que dá ao que se escreve, mesmo que seja da dita oposição interna;
5. mas digi-lhe que infelizmente para o PS e para esse Luis Vilar não é só a oposição intena que aqui escreve. É tb a sociedade civil. Enquanto não perceber isso o PS não sai de onde está: oposição.

Anónimo disse...

A imagem do Cons. da Cidade é uma senhora de nome Alarcão ( nome do ex-marido de quem está divorciada há muitos anos mas cujo nome manteve...). Veja-se o estado em que essa senhora deixou o Museu Monográfico de Condeixa. Uma vergonha. Se a referida senhora tivesse dois dedos de vergonha desaparecia da circulação.

Anónimo disse...

Esse tal Luis Vilar quem é? Foi funcionário de carteira da Crédito Predial Português e depois foi para a Sindicato dos Bancários. Não se lhe conhece uma unica acção que valha a pena referir pela positiva. Tem vivido à custa de expedientes.

Anónimo disse...

O termo expedientes é lisongeiro

Anónimo disse...

Se a oposição ao PS escreve aqui não há problema, é sinal que as elições estão ganhas.

Anónimo disse...

Volta Machado;
Volta Jão Silva