terça-feira, janeiro 09, 2007

Ex-presidente da Câmara da Nazaré condenado a um ano de prisão

O ex-presidente da Câmara Municipal da Nazaré, Luís Monterroso, foi condenado a um ano de prisão, com pena suspensa por três anos, por participação económica em negócio no processo de adjudicação do Plano Director Municipal (PDM) local.
O Tribunal de Alcobaça condenou ainda o ex-autarca a uma pena de 65 dias de multa, à taxa diária de 16 euros.

O Tribunal de Alcobaça deu como provado que, com a adjudicação do PDM à empresa GITAP, em 1990, Luís Monterroso terá obtido vantagens patrimoniais, nomeadamente o pagamento de estadias num hotel em Lisboa, financiamento de material para a campanha eleitoral autárquica de 1993 e a cedência de uma viatura para seu uso.

As ligações entre a política, sobretudo autárquica, a gestão urbanística, nuns casos, e a política e o futebol, noutros casos aí está ...

3 comentários:

GATO PRETO disse...

Pois...assim andam as ligações entre autarcas e mundo das empresas. Gostaria que fiscalizassem as contas bancárias dos partidos de Coimbra, do PSD ao PS, do CDS ao PCP desde 1993. íamos descobrir coisas tão interessantes!

mosca disse...

é para os politicos de coimbra verem que a imunidade desceu e hoje não é a mesma do tempo das velhas raposas da politica com quem eles aprenderam, e ainda bem!

Anónimo disse...

Como é possível um reformado com menos de 800 euros por mês ter vários Nercedes e ir passear frequentemente para outro Continente? Vem tudo de Braga? Não acredito. VIVA A TRANSPARÊNCIA