segunda-feira, dezembro 05, 2005

RESPOSTA AO REPTO DO PORTA-AVIÕES


in blog Porta-Aviões

" ... O agente Raul, mais conhecido por "Polícia Eléctrico", foi o polícia mais mediático da PSP de Coimbra durante 25 anos e passou à situação de aposentado. Levou a sério a sua profissão e a sua "veia" de polícia-sinaleiro é reconhecida por todos os cidadãos desta cidade. Mesmo em hora de ponta, onde estivesse de serviço não havia trânsito congestionado. Apesar do agente Raul dizer agora que "não vai mexer uma palha e que quer gozar a sua reforma a 100%, ou seja, comer, dormir e passear", a verdade é que só tem 52 anos e pode ser muito útil à cidade que o admira e à comunidade que dele precisa..."

CARO PORTA-AVIÕES:
Apesar de sensibilizados pela petição, há algumas notas interessantes que se devem sublinhar.
De facto, nada o Sr. Presidente da Câmara de Coimbra pode fazer contra um Decreto-Lei que proibe aposentados da função pública, depois de aposentados, voltarem a trabalhar, ainda que com contrato a termo ou avença, para o Estado ( e as Autarquias Locais para este efeito são Estado ).
Aliás, se o "famoso" e acarinhado polícia, mais conhecido por " o eléctrico", apesar dos seus apenas 52 anos, estiver em condições para trabalhar na Polícia Municipal, é porque também se encontra em condições de continuar a contribuir com trabalho na PSP, seu lugar de origem.
O que seria verdadeiramente mais importante, caro Porta-Aviões, é fazer uma PETIÇÃO, dirigida ao Presidente da Câmara de Coimbra, para que ele crie condições para os jovens e jovens-casais possam encontrar em Coimbra o emprego prometido em campanhaeleitoral por Pina Prata e Carlos Encarnação, em 2001 e repetida em 2005.

3 comentários:

Anónimo disse...

Posso assinar mais que uma vez esta petição?

Manuel da Gaita disse...

Alguém perguntou alguma coisa ao "policia electrico" antes de fazer a petição?
O homem parecia-me feliz por ter entrado na reforma e agora querem que ele volte a trabalhar.
Abraço ao Politica e House por parte do "O Piolho da Solum"

Manuel da Gaita disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blogue.