segunda-feira, novembro 21, 2005

JOSÉ SÓCRATES PRETENDE REMODELAÇÃO APÓS PRESIDENCIAIS

ANUNCIADAS PARECEM ESTAR AS SAÍDAS DE MANUEL PINHO E DE MÁRIO LINO, RESPECTIVAMENTE DAS PASTAS DA ECONOMIA E OBRAS PÚBLICAS
NOVA ESTRUTURA ORGÂNICA TERÁ DOIS VICE-PRIMEIROS-MINISTROS: ANTÓNIO COSTA E FREITAS DO AMARAL
Com as saídas anunciadas dos Ministros da Economia e das Obras Públicas, dois sectores fundamentais para que a Economia do país dê definitivamente o salto que precisa, José Sócrates tende a apostar em fortalecer politicamente o executivo criando dois Vice-Primeiros-Ministros.
Com a imagem de Jorge Coelho já muito desgastada aos olhos dos cidadãos, falta ao Governo e a José Sócrates quem consigo divida o desgaste das medidas duras que o Governo tem imposto e que o País precisará.
Por isso mesmo, António Costa poderá subir a Vice-Primeiro Ministro, não se sabendo se com a mesma pasta da Administração Interna ou se saltará precisamente para as Obras Públicas e Freitas do Amaral, figura respeitável, que poderá também ser Vice-Primeiro-Ministro, mantendo os Negócios Estrangeiros.
Quanto à pasta da Economia, alguns nomes estarão na primeira fila, como António Brandão, catedrático da faculdade de economia do Porto, Jorge Caldas Gonçalves, oriundo do Grupo Mello ou José Penedos, Presidente da REN.

2 comentários:

É impossível não ver... disse...

A pergunta que se impõe é: E o que fica lá a fazer o ministro da justiça!!

O governo ainda vai cair à conta dele...dele e da arrogância que teima em o acompanhar!!

Anónimo disse...

Por mim, prefiro o Zé Penedos...convictamente e sem rodeios.

Às vezes não concordei com ele, mas técnicamente é bom