sexta-feira, setembro 16, 2005

LIÇÕES DEMOCRÁTICAS

“Antes de mais quero demarcar-me deste post afixado por Sargento Pimenta. Acho pouco digno para a democracia, ofensivo dos portugueses que, sendo que estes argumentos tipificam uma certa direita que abomino. “


Este foi o comentário, que já tem resposta, do meu caro Politicae à brincadeira dos apoios a Soares.

Não fazia tensão de responder com um post. Pois já comentei nos locais próprios.
Mas as repetidas reacções com expressões tão severas obrigaram-me a fazê-lo.
Ficando aqui provado que o caro Politicae não tem nenhum sentido de humor.

Que diabo, será razão para tanto barulho?

Lembro aqui, que quando Mário Soares se candidatou para primeiro-ministro (isto já há umas boas décadas), corria a história que quando lhe chamavam “cara de cu” ele se virava, com aquele olhar de absoluta arrogância e respondia com muito humor “ – Puuuuuu!”( imitando a saída de gases).

Nesse ano ganhou as eleições.

Aprenda meu jovem colega de blog (que eu todos os dias aprendo), política e humor (ainda que demasiado caustico) andam sempre juntos.


E finalmente, desenganem-se quem pensa que se zangaram as comadres.
Aqui no Politicaehouse, não há comadres e esta troca de galhardetes só prova a nossa atitude verdadeiramente democrática.

Saudações democráticas.

6 comentários:

Anónimo disse...

Mas é o jovem é mesmo o Ricardo Parvalheira?

Anónimo disse...

Tensão??? Ou quereria dizer tesão?

Anónimo disse...

UI UI AI AI...É MELHOR LEVAREM A MANTA

Al Mutamid disse...

Cuidado com a pimenta. Se dá para o espirro é uma catástrofe nem os ventinhos do mário o salvam.
Para, e no mesmo sentido, darem uns bons espirros passem por :
http://patomarreko.blogspot.com/

Anónimo disse...

O colectivo que denunciou o escândalo da Violadora da Sereia, anda com vontade de meter a boca no trombone e contar tudo o que sabe sobre o pirata das águas. As armas de arremesso são tão poderosas, que decerto, iam tombar a segunda torre de Almedina. Com a cumplicidade involuntária do almirante, a vitória do CE podia ir pelo Mondego abaixo.
No entanto, o colectivo, depois de passar a pente fino as tropas da1ª companhia de VB sem CP, verificou que o candidato - economista, está rodeado de alguns jovens inocentes e que deixou infiltrar nas suas hostes, vários espiões ao serviço dos interesses de famosos barões da nossa praça, que, caso fossem leitos iam colocar as suas ambições pessoais, acima dos interesses do município, provocando grande desgaste a VB, o que podia levar à sua deserção e a que a condução do quartel fosse entregue a soldados rasos de ideias.
Face a esta constatação, o colectivo, vai adiar as revelações para momento mais oportuno e recomenda o voto no mal menor, que no caso também pode ser o PSD/PP/PPM, onde ainda restam meia dúzia de generais de alto gabarito. No entanto, se este sapo for difícil de engolir recomenda-se o voto nas forças minorarias do MRPP e PH.
Coimbra, aos de 18 de Setembro do ano de 2005, cumpra-se e ordene-se a afixação nos blogs do costume.

Anónimo disse...

ENCARNAÇÃO PROMETEU 5.000 EMPREGOS, EM 2001

Balanço: Ele o governo do PSD/PP ajudaram a criar 5.832 desempregados e a falir dezenas de empresas

Carlos Encarnação prometeu, na campanha eleitoral de 2001, criar 5.000 empregos no concelho de Coimbra, caso fosse eleito Presidente da Câmara.
A 7 de Novembro de 2001, o candidato do PSD à Câmara de Coimbra assumia como objectivo “a criação de cinco mil postos de trabalho” – lia-se no Diário de Coimbra do dia seguinte (veja o recorte da notícia - pode ampliá-lo, clicando na imagem).

http://victor-baptista.com.pt/conteudo/detalhe.php?id=125&idM=37