quarta-feira, setembro 14, 2005

Esta chegou-nos via email de uma amiga sempre atenta aos problemas do distrito de Coimbra...

In Revista Visão

8 comentários:

Anónimo disse...

Previous articles, in the OJR archives
Online journalists, readers cover Katrina's deadly aftermath . By OJR readers, September 1, 2005 * OJR readers contribute a list of links to professional and grassroots news of the devastation in New Orleans ...
Hey, you have a great blog here! I'm definitely going to bookmark you!
I have a 3 credit report agencies site/blog. It pretty much covers 3 credit report agencies related stuff.
Come and check it out if you get time :-)

Anónimo disse...

Ouviram ao Encarnaci]on, h]a precisamente quatro anos.

LIZ disse...

Tal como existe a DECO para defender os consumidores, deveria haver uma entidade reguladora que defendesse os eleitores da demagogia política!!!!

Anónimo disse...

Por acaso, tenho andado a reflectir sobre esta proposta do candidato do PS. Isto poderá ser um investimento como outro qualquer. A Câmara utiliza o seu orçamento, para gerir o seu próprio funcionemento,mas também para desenvolver a cidade (ou pelo menos espera-se que sim...). Se assim for, acho que é de aplaudir. Sempre é um melhor investimento do que certas rotundas que para aí foram feitas...

sargento_pimenta disse...

Concordo com este comentário "Tal como existe a DECO para defender os consumidores, deveria haver uma entidade reguladora que defendesse os eleitores da demagogia política!!!! "

Juntar-me-ei a esse grupo.

Anónimo disse...

5000 não 4999 porque um já tem emprego.
Mas não é de Coimbra, mas o emprego é em Coimbra,promessa comprida pelo o V. Batista, por isso já esta a trabalhar bem.

Anónimo disse...

promessa comprida?
Quantos quilómetros?

E promessas curtas do PSD, arranjam algumas?

Anónimo disse...

ó amigos não se atropelem: PS e PSD, Batista e ncarnação são farinha do mesmo saco. Só que oprimiro é mais inteligente e astuto. É fino. O segundo é um mal educado, pouco demcrata, austero e muito dado a negociatas.
Pague é aos trabalhadores da Egran,sua emresa em falência, que estão e estiveram sem receber em situação dificil.